6 de fevereiro de 2014

Reutilizável, Reciclável e Descartável

Estou certa que todos sabemos o significado destes três conceitos, mas já tenho reparado que existe alguma confusão quando se trata de associar o significado à ação. Eu própria dava por mim a dizer reciclável quando queria dizer reutilizável. Depois percebi que não era a única, por isso aqui vai uma breve reflecção sobre o assunto.
Garrafes Pet
O termo reutilizável refere-se a um produto que pode ser utilizado várias vezes independentemente do destino no fim da sua vida útil. Os discos de amamentação em tecido são reutilizáveis porque depois de lavados podem ser utilizados novamente e duram alguns anos. Outro exemplo são as garrafas de água em plástico (embalagem pet) que podem ser reutilizáveis durante um determinado período de tempo, porque pode voltar a encher a garrafa sem que esta perca as características iniciais. No entanto esta também pode ser reciclável.
Como referi acima, as garrafas pet são um bom exemplo de um produto reciclável, basta que a coloque no ecoponto amarelo para que esta entre num novo ciclo de vida e possa dar origem a um novo produto.


Copos descartáveis ou recicláveis?
O descartável aparece aqui como a ovelha negra, sabe aquele produto que se tornou lixo e que não há reciclagem que o valha? Estou a lembrar-me dos pratos e copos de plástico que estão identificados na embalagem como descartáveis. Normalmente são utilizados em dias de festa e depois de usados vão para o lixo. Atenção que não é a embalagem que manda, somos nós! Lá por dizer descartável não quer dizer que o seja. Depois de utilizado pode reciclar colocando no ecoponto ou pode lavar e reutilizar para uma próxima vez. Outro exemplo de produtos descartáveis são as fraldas e toalhitas de bebé que não podem ser reutilizáveis nem recicláveis. Pelo menos desconheço que em Portugal se faça reciclagem deste tipo de produtos.

Fraldas descartáveis
Quero deixar uma nota sobre os produtos biodegradáveis como alguns sacos do lixo e detergentes, por exemplo. Estes produtos quando entram em contacto com a natureza são de mais fácil degradação, uma vez que são produzidos com matéria animal ou vegetal. Os produzidos com químicos levam muitos anos a decompor-se e permanecem muito mais tempo na natureza como lixo.
Agora já sabe, sempre que adquirir um produto pense na melhor forma de o rentabilizar para si e para o ambiente.

Sem comentários:

Enviar um comentário